Internacional

TRAGÉDIA SOCIAL

98 morrem e 200 ficam feridas com terremoto de magnitude 7,0 na Indonésia

Um terremoto de magnitude 7,0 atingiu a ilha turística indonésia de Lombok neste domingo, uma semana após outro tremor ter atingido a mesma região. Até o momento, pelo 98 mortes foram confirmadas.

segunda-feira 6 de agosto| Edição do dia

Os tremores também foram sentidos na cidade vizinha Bali, onde chegaram a danificar edifícios. O terremoto atingiu no início da noite de domingo a uma profundidade de 10,5 quilômetros na parte norte de Lombok. Um alerta de tsunami foi emitido depois que ondas de 15 centímetros de altura foram registradas em três aldeias, disse o chefe da Agência de Meteorologia, Climatologia e Geofísica da Indonésia, Dwikorita Karnawati.

Um vídeo mostrou pessoas gritando de pânico em casas em um bairro de Bali e veículos balançando. Em Lombok, soldados e outros socorristas transportaram feridos em macas e tapetes para um centro de ajuda.

Muhammad Rum, chefe da agência de gestão de desastres na província de West Nusa Tenggara, que inclui Lombok, disse à TV indonésia que o número de mortos subiu para 98, e o número de feridos para 200. Mais cedo, as autoridades disseram que pelo menos três pessoas morreram.

O porta-voz da Agência Nacional de Mitigação de Desastres, Sutopo Purwo Nugroho, disse que o terremoto foi sentido fortemente em Lombok e Bali e danificou as casas nas duas ilhas.

Este tipo de tragédia não se resume a um fator da natureza, pois este se combina a elementos de precariedade social gerada pela exploração e miséria capitalista. Em países como Haiti esse fenômeno é gráfico, onde terremotos de magnitude semelhante aos que ocorrem em países imperialistas como Japão ceifam milhares de vidas e geram consequências até hoje fruto do despreparo estrutural das casas e construções.

Uma situação social que não é fruto do acaso, mas é produto das relações imperialistas com esse país, tal como com a Indonésia, que condena esses povos aos ditames da natureza, mesmo que o desenvolvimento tecnológico mundial permita salvar essas vidas.

Fonte: Agência Estado.




Tópicos relacionados

Internacional

Comentários

Comentar