Sociedade

DESASTRE AÉREO

76 mortos em acidente com avião da equipe da Chapecoense, segundo autoridades colombianas

Últimas informações relatam 76 mortos e 5 sobreviventes na queda da aeronave após tentativa de pouso forçado em emergência nas proximidades de Medellín – Colômbia. Este triste fato ocorreu exatamente no dia em que a equipe brasileira disputaria a final da Copa Sul-americana.

terça-feira 29 de novembro| Edição do dia

O voo da delegação da Chapecoense trazia a equipe, jornalistas e funcionários da cidade de Santa Cruz – Bolívia – nesta madrugada quando desapareceu do radar e caindo em ‘Cerro Gordo’, nas proximidades da cidade de La Unión, a caminho de Medellín.

Segundo informações de autoridades aeroportuárias, a aeronave, de modelo ‘Avro Regional Jet 85’ da companhia aérea boliviana Lamia, apresentou pane elétrica e o comandante teria optado pelo pouso forçado, já que a queda seria inevitável e por isso, descartou todo o combustível para evitar explosão.

Ainda segundo a aeronáutica colombiana os sobreviventes são os jogadores Alan Ruschel, Danilo e Follmann, o jornalista Rafael Henzel e um comissário de bordo.

Além de jogadores, equipe técnica da aeronave também faleceu no vôo Mário Sérgio Pontes de Paiva, comentarista esportivo e ex-campeão mundial pelo Grêmio, além de ter sido técnico de times brasileiros, como o Corinthians.

Parte da imprensa brasileira começa a questionar os motivos da ANAC – Agência Nacional da Aviação Civil – ter negado a solicitação da diretoria da equipe em fretar um vôo com saída de Guarulhos. Porém a ANAC até o momento ainda não se pronunciou a respeito.

A Conmebol soltou nota cancelando a final da competição por tempo indeterminado e a CBF por sua vez, fez nota abrindo a possibilidade de suspensão do futebol nacional já tendo determinado o adiamento da final da Copa do Brasil.




Tópicos relacionados

Futebol   /    Sociedade

Comentários

Comentar