Sociedade

MARIELLE FRANCO

500 dias sem resposta, quem mandou matar Marielle Franco?

Neste dia que seria o aniversário da vereadora, tragicamente, completa-se 500 dias de sua morte. Ainda segue viva a indignação e o desejo por justiça.

sábado 27 de julho| Edição do dia

Há 500 dias do brutal assassinato da vereadora Marielle Franco, completa-se mais um nefasto marco, e persiste a pergunta "Quem mandou matar Marielle?". Num contexto de avanço autoritário e intensificação de um Estado policial contra os trabalhadores, o crime político do brutal assassinato permanece como uma ferida aberta. Retomamos aqui nossas principais elaborações sobre o caso e homenagens a figura da vereadora que simboliza não só esse avanço autoritário mas a disposição a resistência de milhares de trabalhadores que jamais se calarão frente o autoritarismo e a violência perpetradas pelo Estado.

-[VÍDEO] 1 ano sem Marielle Franco

-Pão e Rosas chama PSOL a construir Encontro Nacional por Marielle Franco
[VÍDEO] 1 ano sem Marielle Franco

- "Quem mandou matar Marielle?": a pergunta que ecoa entre trabalhadores e jovens pelo país

- Há 1 ano de sua execução, por todo o país ecoará a pergunta: Quem mandou matar Marielle?

- Myriam Bregman, legisladora da esquerda argentina, também exige justiça para Marielle Franco

- Moro e o caso Marielle: uma polícia aos moldes da Lava Jato?

- Estudantes da UERJ questionam, quem mandou matar Marielle Franco? Participe também da campanha

- Jornalistas da EBC são orientados a abafar repercussão sobre assassinato de Marielle Franco

- Estudantes do IFCH na Unicamp querem saber: quem mandou matar Marielle Franco?

- O que o assassinato de Marielle tem pra contar sobre as relações raciais no Brasil?

- Mônica Benício: “Justiça por Marielle se faz quando estivermos em uma sociedade mais justa e igualitária”

- Não foi crime de ódio, o assassinato de Marielle é um crime político e exigimos saber quem são os responsáveis

- Os policiais presos pela morte de Marielle tinham conexões com a família Bolsonaro

- Avanço Repressivo no RJ marco o aniversário de 1 ano do assassinato de Marielle e Anderson

- Estudantes de Geografia da UERJ vão paralisar dia 14/3 por justiça para Marielle

- Estudantes do Serviço Social da UERJ vão paralisar no dia 14 por justiça para Marielle

- Del Caño, deputado da esquerda argentina, também quer saber quem mandou matar Marielle

- Governo Bolsonaro: 70 dias de cumplicidade com o Estado e a polícia que mataram Marielle

- Cinismo de Bolsonaro sobre o caso Marielle: "também estou interessado em saber quem mandou me matar"

- Organizar a luta por justiça para Marielle e contra Bolsonaro dentro e fora da Universidade!

- Suspeitos são presos, mas quem mandou matar Marielle?

- Secretaria de Mulheres do SINTUSP exige resposta: Quem mandou matar Marielle?

- Sapucaí cerrou os punhos com os olhos marejados

- Estudantes da UFRGS perguntam: quem mandou matar Marielle Franco?

Nós do Esquerda Diário acompanhamos a dor e a raiva de todos aqueles que foram atingidos pela morte de Marielle Franco e Anderson, e atuamos a partir da exigência de que o Estado garanta recursos e todas as condições para a realização de uma investigação independente, disponibilizando materiais, arquivos para organismos de direitos humanos, peritos especialistas comprometidos com a causa, e que parlamentares do PSOL, representantes de organismos de direitos humanos, de sindicatos, de movimentos de favelas, etc, que sejam parte da investigação.

Somente a partir de uma forte mobilização será possível impor ao Estado essa investigação verdadeiramente independente que chegue aos mandantes da morte de Marielle Franco.

Marielle e Anderson: presentes! Agora e sempre.




Tópicos relacionados

Marielle Franco   /    Sociedade

Comentários

Comentar