ELEIÇÕES CAMPINAS

5 motivos para não votar em Jonas

Danilo Magrão

Professor de sociologia da rede pública

segunda-feira 19 de setembro| Edição do dia

1) Cabide de emprego: o atual prefeito e candidato Jonas Donizetti é profissional nesse assunto. O guarda-roupa é grande pra tanto cabide. E é isso, que explica muito as alianças de Jonas. Se na eleição passada estava com 7 partidos, nessa está aliado com 23. Vai desde o PCdoB de Gustavo Petta, até o PSDB de Carlos Sampaio. Até ontem, abraçava Alckmin e Dilma ao mesmo tempo. Todos unidos no governo do cabidão. O próprio Ministério Público investigou e mandou cortar, de tão escandaloso que é. Mas é claro que não cortou. São mais de 1807 comissionados, gente com cargo de confiança e altos salários. O corte disso geraria em 4 anos mais de 250 milhões de reais para investir em creches públicas e na educação das crianças. Se você acha que prefeitura não é cabide, definitivamente não digite 40 no dia 2 de outubro.

2)Hospitais precários, postos de saúde fechados: a saúde está um caos. E tem um motivo. Existe uma regra em nosso país: destruir a estrutura pública para então, privatizar. É isso que vem acontecendo com a saúde. São diversos postos de saúde fechados por falta de profissionais com frequência, uma lista de mais de 50 remédios que sempre faltam para a população, bairros enormes sem unidades de atendimentos. Ambulâncias do SAMU que somem no Campo Grande, Mario Gatti e Hospital Ouro Verde sendo privatizados. Enquanto isso, tem um monte de urubu-empresário pronto para tomar o que é do povo e privatizar ainda mais. Vários deles recebem milhões em isenção de impostos de Jonas. Se você já enfrentou horas de filas no hospital público, não conseguiu agendar consulta em um posto, ou se acaba pagando um plano de saúde com medo de morrer sem leito, não desperdice seu voto com Jonas.

3)Transporte mais caro do Brasil: a tarifa de Campinas é uma das mais caras do país, mesmo com um subsídio absurdo aos empresários de 52 milhões de reais para o transporte público. O grupo Bellarmino vem sendo um dos principais financiadores de campanha de Jonas nos últimos anos. E não é a toa né? Depois é muito bem recompensado...já o trabalhador e os jovens que usam o ônibus, sentem na pele nosso dinheiro ir pro ralo, e nos piores casos, perdem a vida no trânsito. Diversas pessoas já foram mutiladas ou morreram pelo corte de cobradores, já que nossa vida fica em risco no trânsito. Os motoristas adoecem com a exaustão e a dupla-função e são demitidos quando questionam o atraso de salário e do vale. Quem usa o péssimo e caro transporte público de Campinas, não pode votar em Jonas.

4)Máfia da merenda: o Ministério Público vem investigando a prefeitura em uma denúncia de provável desvio de verba de Jonas. De um ano pra outro, aumentou em 13,5 milhões o gasto com alimentos, mas foram 500 toneladas a menos de comida para as creches e escolas. Matemática estranha né? Alimentos como o tomate e a melancia triplicaram o preço de um ano pra outro, muito acima do valor de mercado. Será que esse prefeito que está em primeiro nas pesquisas, fez igual ao seu padrinho Geraldo Alckmin? Será que irou das escolas pra gastar com essa propaganda eleitoral que inventou uma Campinas que ninguém conhece?

5)Juventude sem emprego com Jonas, amigo dos golpistas. Essa prefeitura vive de costas para os jovens. O desemprego já atinge os 30% entre os 18 e 24 anos. Sobra incentivos, isenção fiscal, doação de terreno para as grandes empresas virem explorar a cidade, mas quando as empresas vão demitir sempre começa pelos mais novos, e Jonas não tá nem aí. Muitos jovens sequer tiveram a oportunidade de trabalhar pela primeira vez com a crise. E agora com o golpe apoiado por Jonas, a juventude não vai se aposentar nunca. Temer e o PMDB, aliado do prefeito, querem acabar com os direitos trabalhistas e terão o apoio do radialista. Não contente, Jonas cancelou eventos culturais, deu calote nos artistas, deixou os poucos centros esportivos que existem abandonados, piscinas vazias, e quase não existem bibliotecas públicas nos bairros. Construiu uns parquinhos pra adulto embaixo do sol e chamou de academia, pra alguns vereadores entregarem nessa semana e serem eleitos nos bairros, como mostrou alguns jornais. Sem emprego, educação cultura ou esporte, a juventude não tem e não terá futuro com Jonas.

* Danilo Magrão é sociólogo, professor da rede pública e candidato a vereador pelo PSOL em Campinas




Comentários

Comentar