Educação

PROFESSORES RS

22º Núcleo do CPERS faz nota de repúdio à Edegar Pretto, presidente da ALERGS, do PT

quinta-feira 23 de novembro| Edição do dia

O 22º Núcleo do CPERS, da zona metropolitana de Porto Alegre, redigiu nota de repúdio nessa quarta-feira (22) contra o presidente da Assembleia Legislativa, Edegar Pretto, do PT, após ele dar declaração repudiando o protesto dos professores ocorrido na terça-feira. Na terça-feira, professores em greve há mais de 70 dias fecharam a ALERGS a fim de impedir com que o governador protocolasse parte dos planos de ajustes acordados com Temer. Como se não bastasse a declaração repudiando a ação dos professores, o deputado do PT também abriu os trabalhos da casa em outro lugar, garantindo que Sartori pudesse protocolar suas medidas a tempo. Veja a nota de repúdio abaixo:

Nota de repúdio ao presidente da Assembleia Legislativa, Edegar Pretto (PT)

A Assembleia Regional do 22° núcleo do cpers, repudia as declarações do presidente Edegar Pretto (PT), que classificou a manifestação do CPERS como "Ato inaceitável " ao bloquearmos as entradas da Assembleia Legislativa.

Esperávamos que o presidente, junto com os deputados de oposição, pudessem procurar o governador Sartori para pressioná-lo, pois o mesmo se encontrava no Palácio Piratini.

Apesar do repúdio que recebemos do presidente, vamos continuar na luta e reafirmar que os trabalhadores e trabalhadoras devem confiar em suas próprias forças para enfrentar e derrotar os governos.

Nota de repúdio aprovada por maioria na Assembleia Regional do 22° Núcleo CPERS.
Gravataí, 22/11/2017




Tópicos relacionados

cpers   /    Sartori   /    Porto Alegre   /    PT   /    Crise gaúcha   /    Educação

Comentários

Comentar