MRT/FRAÇÃO TROTSKISTA/ TROTSKISMO DE YALTA/

20 minutos de reflexão sobre o MRT [Vídeo]

Gilson Dantas

Brasília

domingo 28 de junho| Edição do dia

Foi organizada uma live pelo canal PelaManhã.allamatina, coordenado entre companheiros da Itália, Brasil e outros países [com coordenação do prof Mário Maestri], com formato de fala seguida de debate; tocou a mim realizar uma introdução de 20 minutos sobre o Movimento Revolucionário dos Trabalhadores [MRT].

Considerando que o público eventualmente conhecia pouco sobre nossa corrente, e demonstrou curiosidade em entender seu papel, procuramos refletir, dentro do tempo estabelecido, em torno de alguns aspectos essenciais do MRT, especialmente seu sentido teórico-histórico e sua razão de ser como corrente que reivindica o legado de Trotski dentro das atuais condições históricas, do período do imperialismo, das crises e da revolução proletária.

O MRT, como organização que integra a FT-QI, se propõe a impulsionar a construção de partidos revolucionários com força material e com uma concepção internacionalista da revolução proletária.

Impulsionada por uma das nossas organizações-irmãs, a Frente de Esquerda dos Trabalhadores [FIT], na Argentina é um exemplo de frente eleitoral anticapitalista sem precedentes na A. Latina, e que evidencia, na forma de meio, o objetivo que se pretende alcançar, de forjarmos lado a lado com outras forças anticapitalistas, ferramentas-partido para o poder da classe trabalhadora; sempre com base na atualidade da estratégia soviética, de conselhos de trabalhadores [e seus aliados pobres], inspirados na experiência da Revolução Russa, a revolução mais consciente.

A quem interessar, o vídeo a seguir procura pontuar elementos em cima da pergunta simples: qual a razão de ser da nossa corrente trotskista?




Tópicos relacionados

MRT   /    Trotskismo   /    Fração Trotskista (FT-QI)   /    Marxismo

Comentários

Comentar