20 crianças brasileiras seguem separadas dos pais nos EUA por política xenófoba de Trump

Ao todo, acredita-se que são cerca de 2 mil crianças que ainda estão nessa situação, em abrigos separadas dos pais imigrantes. Segundo o Itamaraty, 20 dessas são brasileiras.

Iaci Maria

Estudante de Pedagogia da PUC-SP

quinta-feira 26 de julho| Edição do dia

A justiça americana havia dado o prazo para que até hoje o governo Trump solucionasse as separações e unificasse as famílias que foram separadas devido à política xenófoba de "tolerância zero" contra a imigração regular. Mas até a manhã de hoje, centenas de crianças seguiam separadas dos pais e, segundo informações do governo brasileiro, 29 crianças brasileiras haviam sido liberadas, porém 20 seguem longe da família.

Os EUA é o país com a maior população carcerária do mundo, que é formada em sua maioria por negros e imigrantes latino-americanos. Agora essa política racista e xenófoba de Trump quer encarcerar os imigrantes desde a infância, o que nem de longe soluciona a crise migratória para os EUA. Pelo contrário, é apenas mais uma política cruel e desumana do governo racista e xenófobo do maior imperialismo do mundo.

Essa brutalidade que vem acontecendo nos EUA mostra a total falência do capitalismo, que é incapaz de resolver as crises que ele mesmo criou, como é o caso da crise migratória, e agora precisa se sustentar sobre essa barbárie humana.




Tópicos relacionados

Donald Trump   /    Estados Unidos

Comentários

Comentar