Mundo Operário

DEMISSÕES NA VALLOUREC MG

VALLOUREC MG: 160 trabalhadores são demitidos

sexta-feira 10 de julho de 2015| Edição do dia

Cerca de 160 trabalhadores foram demitidos durante essa semana na siderúrgica Vallourec, em sua unidade do Barreiro, região metropolitana de Belo Horizonte.

As demissões aconteceram em grande parte na linha de produção nas superintendências de laminação automática e de tubos petrolíferos.
Na VSB, filial da empresa na cidade de Jeceaba, interior de Minas Gerais, 800 trabalhadores estão em férias coletivas.

A empresa ainda sinaliza com a possibilidade de mais demissões, o corte do terceiro turno, o desligamento de um dos fornos no primeiro semestre de 2016 e o fim do contrato com algumas empresas terceirizadas, o que pode gerar mais demissões de trabalhadores terceirizados, que já estão sendo dispensados conforme interesse da Vallourec.

Segundo a Vallourec, as demissões ocorreram devido à crise econômica e à baixa nos pedidos de tubos. A empresa alega que não houve acordo com o sindicato nas reuniões que aconteceram até o dia 08 de julho.

O sindicato não preparou os trabalhadores para evitar as demissões, propondo em seu boletim medidas paliativas que retiram direitos dos trabalhadores e beneficiam a patronal: banco de horas, lay off, suspensão do contrato. Nas assembleias realizadas na empresa nos dias 01 e 02 de julho não houve nenhuma proposta para além de negociar com a patronal as demissões e sinalizar para aprovação do banco de horas por dois anos na fábrica.

No dia de hoje o sindicato chamou na porta da empresa uma reunião com os trabalhadores no domingo, às 9 da manhã, na sede do sindicato.

É preciso organizar uma séria e ampla campanha em defesa dos empregos dos efetivos e terceirizados, evitando as demissões com redução dos horários de trabalho sem redução de salários, garantindo que todos trabalhadores sejam efetivados e nenhum seja demitido perdendo o sustento de suas famílias para continuar garantindo os lucros dos patrões, que mesmo na crise, ainda são exorbitantes.

*

Leia a seguir a nota emitida pela Vallourec:

Em decorrência da crise econômica neste momento de baixa de pedidos de tubos, a Vallourec realizou algumas reuniões com o Sindicato tentando negociar uma compensação da jornada de trabalho com objetivo de minimizar os impactos.

Ontem, dia 08 de julho, as partes não conseguiram chegar a um entendimento que justificasse a continuidade da negociação e foi estabelecido um impasse pelo sindicato, que abandonou as negociações.

Não é possível afirmar se acontecerão novas demissões, já que a Empresa está justamente estudando todas as soluções para garantir a sustentabilidade econômica do seu negócio e o bem-estar de seus empregados.




Tópicos relacionados

Vallourec   /    Belo Horizonte   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar