Educação

PROFESSORES MUNICIPAIS DE SÃO PAULO

15/3: Todos com os professores pra barrar o SampaPrev de Doria

quarta-feira 14 de março| Edição do dia

Queremos aqui fazer um chamado a todos os sindicatos de esquerda, especialmente as centrais da CSP-Conlutas e a Intersindical, coloquem toda sua força para ajudar a greve dos professores municipais de SP a vencer. Esta concentração de forças deve se concretizar num forte pólo anti-burocrático, que expresse a luta das bases dos professores, e seja capaz de exigir das centrais sindicais majoritárias (CUT e CTB em primeiro lugar) um plano de luta que comece pela solidariedade ativa na base de todos os seus sindicatos.

Os parlamentares do PSOL, e as organizações da esquerda, também precisam colocar toda a sua força aí, para que os professores tenham todo o apoio possível para derrotar o SAMPAPREV de Dória, cuja revés seria um grande trunfo para os trabalhadores em todo o país. Com essa união acreditamos que daremos o recado ao Doria, e teremos a força necessária pra vencer esse ataque e dar um grande exemplo pra toda a classe trabalhadora, impondo uma derrota ao PSDB e todos os golpistas no seu plano de que os trabalhadores paguem pela crise.

A greve dos professores e trabalhadores da educação de São Paulo está com tanta força, que até mesmo a mídia golpista teve que assumir que 93% da categoria está parada. Os professores se jogam nessa grande luta para impedir a aprovação do SAMPAPREV, a versão municipal da Reforma da Previdência que Dória quer implementar.

Dória disse que não vai recuar nem um passo frente a massiva luta, os professores responderam que "não tem arrego" e através dos comandos de greve organizados pelos próprios professores e seus esforços fortaleceram ainda mais a greve.

Se essa reforma é aprovada, será mais um ataque histórico na educação pública, e sem dúvidas será o primeiro passo pra que se avance sobre a previdência de todos os trabalhadores de SP e dos demais estados, como Crivella no Rio de Janeiro também já sinalizou. Levando a cabo o que Temer não conseguiu fazer pelo medo das eleições.

Por outro lado, se os professores vencem a guerra será um grande exemplo para os trabalhadores brasileiros, pode ser um grande ponto de apoio, de como podemos dar um basta na retirada de direitos históricos conquistados com muita luta que avança por todo o nosso país.

Por isso chamamos: todas e todos com os professores de SP! Envie na página do Esquerda Diário ou do Movimento Nossa Classe Educação seu apoio ou da sua categoria em texto, foto, vídeo!
Todos ao ato em frente Câmara as 14h neste dia 15/03




Tópicos relacionados

Greve Professores Municipais SP   /    Sampaprev   /    João Doria   /    Educação   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar