Política

30M CAMPINAS

10mil nas ruas de Campinas em defesa da educação

O ato em Campinas parou o centro da cidade no final da noite do 30M. Estudantes e professores, com uma importante participação da UNICAMP, entoavam palavras de ordem em defesa da educação e contra as reformas de Bolsonaro. A juventude Faísca levantou a necessidade de que se construa uma greve geral pela base para combater os cortes e o pacto da reforma da previdência firmado por Bolsonaro, centrão e STF.

sexta-feira 31 de maio| Edição do dia

O ato começou a concentração no Largo do Rosário e seguiu até a prefeitura. Contou com diversos blocos tirados em assembleias de cursos da UNICAMP, como nas Ciências Sociais e História, com o CACH levando o mote “Unificar com os trabalhadores contra os ataques a educação e a reforma da previdencia. Rumo ao dia 14!”, blocos dos cursos de Economia e Educação Física também estiveram presentes, além de milhares de estudantes secundaristas, de outras faculdades da cidade e região.

O ato foi uma demonstração de forças contra os defensores do governo Bolsonaro e da Reforma da Previdência, que marcharam domingo, 26 de Maio,. Nesse 30M em Campinas também era possível ouvir por todo ato manifestações contra Bolsonaro, o ministro da Educação Weintraub e as manifestações LGBTfóbicas da ministra Damares Alves.

A Juventude Faísca levantou a necessidade de desde já tomarmos nas mãos da juventude e dos trabalhadores a construção da Greve Geral marcada pelas centrais sindicais em 14 de junho. O pacto feito pelo governo pela aprovação da Reforma da Previdência, além dos cortes na educação, só podem ser derrotados pela mobilização em todos os locais de estudo e trabalho. As burocracias dos sindicatos e das entidades estudantis não podem usar o movimento, e os milhares nas ruas, a seu favor, negociando questões pontuais e “até onde for possível”. A determinação nas ruas mostra que só um Comando Nacional, votado desde as bases, pode organizar o movimento para barrar os cortes e a Reforma da Previdência.




Tópicos relacionados

30M 2019   /    Governo Bolsonaro   /    Crise na Educação   /    Campinas   /    Educação   /    Política

Comentários

Comentar